Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Professor do IFPI é homenageado com medalha do Mérito Renascença

Notícias

Professor do IFPI é homenageado com medalha do Mérito Renascença

publicado: 23/01/2019 16h54 última modificação: 23/01/2019 16h59
Exibir carrossel de imagens Medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí

Medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí

O professor de física do Instituto Federal do Piauí do Campus Teresina Central, Wilson Seraine, foi um dos agraciados com a Medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí em solenidade alusiva ao 196º aniversário de adesão do Piauí à Independência do Brasil. O evento aconteceu no final da manhã de terça-feira (22), na cidade de Piracuruca, no Casarão Coronel Luiz de Brito.

A vice-governadora do Piauí, Regina Sousa, entregou a Outorga do Mérito Renascença a personalidades piauenses que tiveram trabalhos reconhecidos por parte do povo e do estado do Piauí.

Wilson Seraine é piauiense, de Teresina. Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA-RS). É um dos mais respeitados especialistas da cultura nordestina. Com sete livros já lançados, é conhecido no meio acadêmico brasileiro como um dos maiores pesquisadores da obra de Luiz Gonzaga. É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, membro da Academia Piauiense de Literatura de Cordel, integra o Conselho de Cultura do Estado do Piauí, e apresenta, na FM Cultura de Teresina, o programa semanal “A Hora do Rei do Baião”.

Além disso, construiu em sua residência um Museu em homenagem ao Rei do Baião. Seu acervo, que conta com mais de 500 itens, entre discos, revistas, livros, partituras e fotografias. Wilson Seraine também preside a Colônia Gonzaguiana, grupo de fãs do Rei do Baião, músicos e pesquisadores, que promove eventos culturais na cidade, entre eles, a Procissão das Sanfonas e a Missa de Santa Luiza, uma homenagem ao nascimento de Luiz Gonzaga.

Para o professor Wilson Seraine, a outorga do mérito é o reconhecimento de sua contribuição à cultura nordestina. “São 21 anos de trabalho e sete livros publicados na área de Educação e Cultura e fico feliz em ser professor do IFPI e está representando a minha instituição nesse prêmio. Essa premiação é bem significativa, pois é a maior comenda que o Estado do Piauí pode conceder a uma pessoa e é uma honra ser um dos homenageados com a medalha”, destacou.