Você está aqui: Página Inicial > Área do Servidor > Nossa Saúde > Psicólogos do IFPI falam sobre o cuidado com a saúde mental e emocional

Notícias

Psicólogos do IFPI falam sobre o cuidado com a saúde mental e emocional

A Campanha de 2019 do Janeiro Branco tem como tema “Quem cuida da mente, cuida da vida” e busca difundir o conceito ampliado de saúde mental e emocional, como um estado de equilíbrio, sem o qual não é possível viver satisfatoriamente em sociedade.
publicado: 25/01/2019 10h29 última modificação: 25/01/2019 15h12

O primeiro mês do ano representa, culturalmente, um mês de renovação de esperanças e projetos em nossas vidas, por isso o mês de janeiro foi escolhido por torna-se um marco estratégico para conscientizar as pessoas a ter um olhar para aspectos emocionais e mentais de sua vida.

Para falar sobre o cuidado com a saúde mental e emocional, foi criado o Janeiro Branco, campanha que nasceu em 2014, na cidade de Uberlândia (MG).

A Campanha de 2019 tem como tema “Quem cuida da mente, cuida da vida” e busca difundir o conceito ampliado de saúde mental e emocional, como um estado de equilíbrio, sem o qual não é possível viver satisfatoriamente em sociedade.

Confira trechos de alguns profissionais do IFPI, destacando a importância de falar sobre o tema.

Kennya Martins, psicóloga da Reitoria

Janeiro Branco

Janeiro Branco, uma campanha apoiada por psicólogos, se faz imprescindível uma vez que os cuidados com a saúde mental ainda são alvo de preconceito. Atualmente, vivemos em um período em que as aparências são valorizadas de forma demasiada, o que nos faz aparentar que estamos sempre bem, e buscar ajuda profissional poderia ser um sinal de fraqueza. Precisamos desenvolver uma cultura de Saúde Mental na humanidade tendo em vista que cresce o número de transtornos mentais, suicídios, índices de violência e preocupantes sintomas de que os indivíduos têm dificuldades para encontrar um sentido que considere saudável para a sua existência.

Em tempos de intenso adoecimento emocional da humanidade, o IFPI tem se empenhado na difusão e divulgação da Campanha Janeiro Branco convidando as pessoas a refletirem sobre suas vidas, o sentido e propósito, a qualidade dos seus relacionamentos, seus pensamentos, emoções e quanto conhecem sobre si.

Aline Rocha Bezerra, psicóloga do Campus Corrente.

Janeiro Branco

"Somos seres em relação. O “adoecimento mental” não acontece separado da conjuntura social, econômica, ecológica, política e cultural em que vivemos. Estamos deixando para trás a ideia de doença mental como mera questão individual: é uma questão política e social, para muito além de seu sofrimento individual. Saúde não se restringe à ausência de doença, ela transborda na garantia de direitos. Assim, é através do combate ao machismo, ao racismo, à violência contra crianças e adolescentes, à homofobia, por exemplo, que temos buscado promover saúde mental no campus ao longo do ano. "

Hellen Cristina de Oliveira Alves, Psicóloga do campus São Raimundo Nonato.

Janeiro Branco

Você pode ir à academia todos os dias, beber bastante água, tomar vitaminas e não comer açúcar, mas se você não souber lidar com seus sentimentos e emoções, você adoecerá.
Cuide da sua saúde mental.